Contabilidade para médicos e profissionais da saúde

Contabilidade para médicos e profissionais da saúde

Em meio a uma rotina muito árdua, com longas jornadas de trabalho, plantões em finais de semana, consultas e atualizações de prontuários, os profissionais da saúde ainda precisam lidar com questões financeiras, pagamento de impostos e demais obrigações empresariais, contábeis e tributárias.

Muitas vezes é difícil dar conta de tudo isso, não é? A contabilidade é encarada como um bicho de sete cabeças pelos profissionais que não são da área, mas isso não precisa ser assim. Com as informações corretas, é possível entender como funciona a contabilidade de uma clínica médica.

Se você deseja abrir a sua clínica e não possui conhecimento sobre as questões tributárias, fiscais e contábeis, mas deseja aprender mais sobre isso tudo, siga conosco neste artigo!

O que é a contabilidade?

Muitos ainda possuem a visão de um profissional da contabilidade como aquela pessoa que passa o dia sentado atrás de sua mesa elaborando documentos que servem apenas para cumprir as obrigações legais.

A verdade passa muito longe disso. A contabilidade reúne um conjunto de técnicas para controlar o patrimônio de organizações através da aplicação de princípios, técnicas, normas e procedimentos próprios.

O cumprimento das obrigações legais é apenas uma das diversas demandas que os contadores podem suprir. Através dos resultados apurados e relatórios elaborados pela contabilidade, é possível obter diversas informações importantíssimas para a gestão de um negócio.

Além disso, a contabilidade ocupa-se de outras atividades que podem ser de grande valor para a sua clínica. Veremos logo a seguir que são elas.

Quais são as principais questões que envolvem contabilidade na minha clínica?

1. Abertura da empresa

A abertura de uma nova empresa envolve uma série de formalidades e opções que variam de acordo com os objetivos e com a estrutura da sua clínica. Veja só:

Escolha da natureza jurídica: você pode abrir uma sociedade simples, sociedade limitada, empresa individual ou EIRELI. A escolha irá variar se você pretender trabalhar sozinho, em sociedade com outros médicos ou com profissionais de outras áreas, de acordo com o quanto pretende investir e quantos funcionários terá, além da forma como vai alocar o seu capital.
Opção pelo regime tributário: de acordo com a escolha da natureza jurídica e com o tamanho da sua clínica, deverá ser feita a opção pelo regime tributário entre lucro real, lucro presumido, ou simples nacional.
Registro de empresas: o registro da empresa precisa ser realizado em diversos órgãos, como Junta Comercial, Cartório de Pessoa Jurídica, Receita Federal, Prefeitura, INSS, Conselho Regional, Sindicato, entre outros.

2. Assessoria contábil

O profissional da contabilidade é o responsável por elaborar os demonstrativos contábeis de uma clínica, ajudando-a a manter um crescimento sustentável e organizado. Dentro dessa rotina, estão as atividades de:

3. Acompanhamento fiscal e tributário

A redução da carga tributária é uma preocupação constante em todas as empresas. Nas clínicas médicas não é diferente, afinal, grande parte das despesas dessas organizações são com tributos.

Através de um simples reenquadramento do regime tributário, é possível economizar um valor expressivo ao final de um ano inteiro. Além disso, as mudanças na legislação são muito frequentes, e é preciso estar atento para encontrar as melhores formas de lidar com as exigências legais.

4. Recursos humanos

A contratação de funcionários traz consigo uma série de rotinas a serem observadas. O não cumprimento das exigências relacionadas a seus funcionários pode causar muitas dores de cabeça e graves consequências financeiras.

Por isso, a contabilidade ocupa-se também com rotinas trabalhistas e previdenciárias (folhas de pagamento, férias e demais rotinas), admissão e rescisão de funcionários e acompanhamento de legislação e fiscalizações.

5. Fluxo de caixa

Um fluxo de caixa sempre atualizado é essencial para a boa gestão de uma clínica médica. É através dessa ferramenta que você será capaz de saber a situação financeira da sua clínica mês a mês e concluir se ela está gerando lucro ou prejuízo.

O fluxo de caixa é, basicamente, o registro de todas as transações financeiras realizadas pela clínica. À primeira vista, pode parecer apenas uma formalidade sem muita utilidade, mas a análise dos dados permite a obtenção de informações riquíssimas.

Você conseguirá separar as suas finanças pessoais das finanças da clínica, saber de onde está vindo e para onde está indo todo o dinheiro, elaborar projeções e também comparar os resultados de períodos diversos – ou então apurar a efetividade de novos projetos.

Você compreendeu a importância da contabilidade na sua clínica médica? Gostou do conteúdo apresentado? Deixe o seu comentário!

Veja Também:

 

Como Chegar

Clique para acessar o mapa

205 Sul, Av. LO 05, Lote 30-A
Palmas/Tocantins
77015-260
atendimento@primecont.net
63 3216-1284

Ver no Mapa