Gestão empresarial: conheça os 5 principais erros

Gestão empresarial: conheça os 5 principais erros

À medida que as empresas continuam a se diversificar, a gestão empresarial torna-se cada vez mais complicada e as chances de erros nessa gestão e problemas no local de trabalho se intensificam. Os proprietários e gerentes de empresas geralmente enfrentam um ou mais dos três níveis potenciais de conflito – problemas de funcionários, da equipe ou da gestão.

Muitas vezes, as causas subjacentes a esses problemas são uma estrutura organizacional incorreta ou a falta de uma comunicação aberta e fluente, e as organizações acabam criando problemas ao evitar comunicar um claro caminho de comando, por exemplo.

Para que sua empresa não faça parte desse quadro, confira, no post de hoje como melhorar sua gestão empresarial e assim fugir dos 5 principais erros. Acompanhe!

1. Problemas com funcionários

Problemas individuais de funcionários podem ser conflitos de personalidade, mal entendidos com o supervisor, trauma pessoal ou falhas de orientação da empresa. Sua gestão empresarial deve entender a causa do problema e quem ou o que o mantém.

Se não houver um gatilho claro, a resposta pode voltar para informações escassas ou confusas. Por exemplo, um funcionário de uma organização descentralizada pode sentir que deve responder a vários supervisores se a cadeia de comando não for comunicada de forma clara.

Adotar instrumentos como a pesquisa de clima contínua e manter uma liderança mais próxima ao funcionário podem ser estratégias assertivas para evitar esses erros de gestão.

2. Erros de gestão de equipes

Para ser de alto desempenho, as equipes devem ser dedicadas e trabalhar em direção a um objetivo acordado. Se os colaboradores estiverem desconectados com outros membros da equipe, o time pode se tornar não funcional.

Essas questões, geralmente, decorrem de quebras de comunicação organizacional ou de gerenciamento, que confundem os objetivos comuns de equipe e os pessoais.

Os líderes devem oferecer feedback constante e promover a coesão. Quando enfrentamos problemas de equipe, os gestores devem diagnosticar o problema e tomar medidas corretivas imediatas para evitar quebras de desempenho mais graves.

3. Não ter uma contabilidade terceirizada

Ao terceirizar a contabilidade da sua empresa, sobrará mais tempo ao empresário e à sua equipe para cuidar do dia a dia do negócio. O bom gestor deve se dedicar a vender, inovar e atender bem ao cliente. Como a contabilidade é um trabalho burocrático e bastante detalhado, é recomendado que seja feito por um profissional externo.

Com a contabilidade terceirizada, o trabalho é mais produtivo e intenso no fechamento das contas do mês, do trimestre e do ano. Um contador interno pode ter tempo ocioso, o que é improdutivo - nesse caso, seria mais vantajoso para a empresa contratar uma pessoa para trabalhar em atividades operacionais.

Com a contabilidade terceirizada, as contas da sua empresa ficarão nas mãos de profissionais especializados e sempre atualizados com as constantes novidades fiscais, trabalhistas e contábeis.

4. Não ter um sistema de gerenciamento

Para seguir com segurança, é preciso conhecer cada detalhe das operações e dos processos que envolvem o seu negócio.

E isso significa controle do fluxo de caixa, volume de produtos em estoque, o custo que isso representa para a empresa, quanto os sócios estão recebendo, dentre outras variáveis importantes. Cada informação dessas é estratégica e importante para uma boa gestão empresarial, e desconhecê-las ou não mantê-las atualizadas são graves erros.

Conhecer esses dados aumenta a percepção de erros e oportunidades, ajudando a corrigir o rumo que empresa está tomando.

5. Confundir dinheiro da empresa com dinheiro pessoal

Se você faz isso, não tem disciplina financeira e as chances de afundar o negócio são altas. Essa falha acontece porque muitos empreendedores não conseguem perceber que as pessoas física e jurídica são diferentes. 

Para calcular realmente o quanto se deve ganhar, é recomendado pensar em quanto você pagaria para um funcionário que realiza o mesmo serviço que o seu. Se a empresa teve lucro, é hora de repartir entre o que será reinvestido e o que será guardado para emergências. Ou seja, nada de enviar direto para a conta pessoal.

Muitos sócios costumam utilizar a conta da empresa para pagar despesas ou realizar aquisições pessoais. Essa mistura é bastante prejudicial para a companhia, pois distorce os custos fixos de qualquer negócio, tornando-se um dos erros de gestão que devem ser evitados por qualquer empresa. 

E em sua empresa, você reconhece algum desses erros de gestão? Gostou do conteúdo? Compartilhe conosco sua experiência e até a próxima.

Tem dúvidas sobre contabilidade?

Veja Também:

Como Chegar

Clique para acessar o mapa

205 Sul, Av. LO 05, Lote 30-A
Palmas/Tocantins
77015-260
atendimento@primecont.net
63 3216-1284

Ver no Mapa